Voltar

Fila na creche deve ser zerada com recorde no Bolsa Creche

25/06/2019 06:00

Autor: Cintia Ferreira


Expectativa é que, em agosto, programa tenha 1.842 crianças; em 2017, eram 1.668

O programa Bolsa Creche está em vias de atingir um número recorde de crianças matriculadas. Ele faz parte da estratégia para zerar a fila atual. Em 2019, 1.724 foram matriculadas no programa e a expectativa é que, até agosto, esse número chegue a 1.842. Nesse programa, a Prefeitura paga para que crianças possam ser matriculadas em creches particulares.

Os números foram apresentados pela Secretaria Municipal da Educação em resposta a requerimento do vereador Wagner Barbosa. O documento informa números de vagas disponibilizadas em anos anteriores também. Em 2016, eram 1.587 crianças e, em 2017, foram 1.666.

Dados anteriores mostram que eram 1,4 mil alunos em 2013 e 2014, e 1,5 mil em 2015. O número deste ano é o maior de todos eles. A diferença de 2019 para 2018 é de 174 crianças a mais. Esse também é o maior aumento ano a ano. Conforme o documento, são 27 escolas que integram o programa.

Quando começou oficialmente, em 2007, o programa Bolsa Creche atendia 25 crianças matriculadas na Escola de Educação Infantil Rapunzel. Ele foi instituído por meio da Lei Municipal nº 3.649, de 5 de novembro de 2003, de autoria do então vereador e hoje deputado federal Miguel Lombardi (PR). Ela foi alterada pela Lei Municipal nº 4.144, de 28 de maio de 2007, que trata de prestação de assistência à educação de crianças até cinco anos.

ESTRATÉGIA

Sobre o aumento, o secretário municipal da Educação, André Luis De Francesco diz que ampliar o programa faz parte da estratégia da pasta para zerar fila em creche. Ele acredita que isso deve ocorrer ainda nesta semana.

No programa, os pais podem optar pela bolsa integral e parcial, mas, de acordo com Francesco, hoje, todas as bolsas são integrais. O critério para que a criança seja encaminhada a uma dessas escolas é a falta de vaga nas unidades da rede municipal.

A tendência é que, conforme a cidade inaugure novas unidades, diminua a necessidade de vagas em espaços particulares. No entanto, o secretário aponta que tudo dependerá da demanda, ou seja, da procura por vagas. "Não existe um número ideal, o que sabemos é que o equilíbrio é o melhor caminho".

Francesco destaca que o município tem feito esforços para suprir o problema da fila em creches, "que se arrasta desde as duas últimas gestões sem solução".

VALORES

A Prefeitura de Limeira publicou, em 2 de janeiro, os valores reajustados para o programa Bolsa Creche neste ano. Cada criança custa, por mês, R$ 581,90 no ensino integral em 2019. O valor da bolsa parcial é de R$ 290,95. Conforme o decreto, foi considerado o índice de reajuste previsto no orçamento municipal de 4,57%. "O programa é fundamental para ajudar o município, mas deve ser usado de forma equilibrada e de acordo com a demanda", cita o secretário.

No sábado, a Gazeta mostrou que abrem no dia 1º de julho as inscrições para as creches. Este ano, os pais devem fazer as inscrições somente pela internet. Outro período para busca de vaga será em outubro.  


PUBLICIDADE Notícia - Caderno Mulher PUBLICIDADE Notícias - Anuncie aqui

Espaço do Leitor

Agora você pode participar do jornal Gazeta de Limeira, mande sua foto, matéria, reclamação ou denúncia que iremos publicar.

Classificados

Anuncie:
Whatsapp (19) 99859.6007
Telefone (19) 3404.3700
Assinante tem desconto

Assinaturas

Se você é assinante e ainda não tem seu Login e Senha ligue para 3404.3700 (Ramal 2) e fale com o setor de assinaturas.

Rua Senador Vergueiro, 319 - Centro Limeira-SP | 19 3404.3700 / 99699.7000