Bate-Pronto
Gazeta de Limeira

Bate-Pronto

por Ricardo Galzerano

Bate-Pronto

02/11/2018 - Esportes

Colunas


PALAVRAS – “Vivemos uma maré de otimismo do mercado que deve ser aproveitado. Se o governo não mostrar desde já comprometimento com o ajuste fiscal e com a reforma da Previdência, o otimismo irá embora e a vida piorará” (Joel Pinheiro da Fonseca, mestre em filosofia pela USP e economista do Insper).

 

DERROTA - Falo e repito: um dos grandes derrotados desta eleição foi a grande imprensa nacional. Que sempre menosprezou, zombou e bateu em Bolsonaro desde o ano passado.

 

HIPOCRISIA - Agora, esta mesma imprensa, que praticamente não deixou o governo Temer fazer a reforma da Previdência de tanto chamá-la de impopular e dar espaço para a oposição criticá-la, agora cobra que tal reforma é urgente e imprescindível.

 

NOVOS TEMPOS – O governador de Minas disse que vai morar em casa e não NO luxo do palácio de governo mineiro. O mesmo disse o governador de Minas e o de São Paulo.

 

SINAIS - Para alguns pode parecer demagogia. Mas são sinalizações de novos tempos. E as cobranças para que façam bons governos não virão das desmoralizadas Globo e Folha, mas sim da população através das redes sociais.

 

FIRMEZA - Um exemplo entre tantos: o governador do Rio, entrevistado pelo jornalismo do politicamente correto da Globonews esta semana, disse que vão ser treinados atiradores de elite da polícia para literalmente “abater civis” que estiverem andando com fuzis pelas ruas e vielas do estado.

 

PALAVRA DE JUIZ - Nossa, foi um alvoroço na turma dos direitos humanos dos bandidos! Como, perguntavam, abater quem não estaria atirando em ninguém? O governador eleito, um juiz, disse de forma clara: civil que anda com fuzil na mão é uma ameaça à segurança.

 

.

ENXUGAMENTO - E o governo Bolsonaro já começa a enxugar a máquina publica, eliminando ministérios que foram, nos governos do PT e do PSDB, instrumentos para a troca de votos dos parlamentares.

 

NOVOS TEMPOS - As pessoas, de uma forma geral, e os comunicadores e dirigentes de órgãos de comunicação de uma forma específica, precisam se ater que as coisas estão mudando no país. E que precisam se antenar aos novos tempos. Tem muita gente ainda pensando que a farra vai continuar. Farra que quebrou o país, mas enriqueceu alguns.

 

PAUTAS - Chega de impunidade com relação a marginais, chega do toma-lá-dá-cá com a classe política, chega da indecência de pautas que ferem a dignidade familiar. É para isso que os novos governantes foram eleitos e para seguir nessa linha que serão cobrados.

 

MAIS UM PASSO - Mais um Prêmio Gazeta realizado, mais uma etapa de incentivo à cultura vencida por este jornal. É algo que dá um baita trabalho para a direção do jornal e para seus organizadores. Mas vale a pena ver a participação dos jovens, das escolas, dos professores. Passa sempre a impressão de como este país é grande, como tem gente de valor. É sempre uma cortina de esperança aberta para o futuro.

 

NÚMEROS - Limeira foi a quinta cidade do Brasil com mais de 150 mil habitantes que mais votos deu a Bolsonaro (82,4%). E foi a sétima cidade com maior votação proporcional para João Dória.

 <


Busca




Assine a Gazeta e
comece a pagar só daqui 30 Dias

Se você não é assinante, mas quer assinar a Gazeta e pagar somente daqui 30 dias: digite seu Nome e Telefone








Acompanhe




Capa do Dia

Download da Capa do Dia


Colunas


Ponto
Um

Dr Roberto
Lucato


Prisma
Rafael
Sereno


Telescópio
Gil
Vieira


Enfoque
José
Encinas


Percepções
Renata
Reis


Dois
Toques

Denis
Suidedos


Bate
Pronto

Ricardo
Galzerano

Em
Questão

Nani
Camargo


Panorama
Osvaldo
Davoli


Cine
Art

José Farid
Zaine


Web Classificados


Outras Manchetes




Tráfico repõem "vendedores", mas PM insistirá nas prisões, diz major


10/12/2018

Estoril conquista o Amadorzão 2018


Droga, desemprego e brigas levam às ruas


06/12/2018

Limeira terá Código de Defesa dos Animais


Alteração de lei deve impedir 'buraqueira' em novos bairros