Bate-Pronto
Gazeta de Limeira

Bate-Pronto

por Ricardo Galzerano

Bate-Pronto

30/11/2018 - Colunas

Colunas


PALAVRAS 1 – “A imprensa tem que pensar se não está distante da população” (Tonico Ferreira, conhecido repórter da Globo que resolveu deixar a profissão).

 

VELHA CARTILHA - O que Tonico Ferreira disse em entrevista na última segunda-feira venho dizendo há meses. A maioria dos jornalistas brasileiros não muda seus parâmetros na forma de enxergar o mundo. É a visão enviesada de esquerda que é ensinada na faculdade, e muitos, na vida prática da profissão, continuam a rezar na mesma cartilha.

 

OLHOS NO PASSADO - O mundo muda, os conceitos de governo, de democracia, de políticas nacionais e globais, mudam. Muitos jornalistas não arredam seus pés de velhas concepções e conceitos.

 

OUVIR MAIS - Jornalistas precisam ouvir o povo, os mais diversos extratos sociais, desde a grã-finagem dos restaurantes caros até, e principalmente, o povo dos botecos e dos pontos de ônibus.

 

E MUDAR CONCEITOS - Os desejos, os anseios das pessoas não cabem mais no manual dos que vivem em redomas profissionais – jornalista adora conversar só com jornalista, o que é um erro – e que insistem nas velhas teclas desgastadas de querer enquadrar tudo em esquerda e direita ideológicas.

 

VIDA REAL – Ouvido no concorrido bar do Manzuba na Avenida Santa Bárbara:

- Você viu? Soltaram o Palocci, logo, logo, soltam também o Zé Dirceu e o Lula.

- Pois é, gente que desviou milhões. E tem batedor de carteira que vai ficar mais tempo preso que eles.

 

TERCEIRA VIA? – Reuniram-se recentemente na casa do empresário Luiz Matos (ex-Kangaroo) alguns políticos e empresários de Limeira para discutir futuros rumos para a cidade.

 

PRIMEIRO PASSO? - A primeira posição tomada nesta reunião seria tentar eleger o pastor Nilton Santos como presidente da Câmara para os próximos dois anos.

 

OTIMISMO EM ALTA - Pesquisa realizada com quase 2 mil empresários brasileiros mostrou que, em 13 setores da nossa economia, 10 se mostraram otimistas. É o melhor índice de confiança desde setembro de 2012,

 

EXPECTATIVA- O Brasil pode mesmo entrar num ciclo de desenvolvimento econômico sustentável a partir do ano que vem.

 

AS PEDRAS NO CAMINHO - Digo pode porque quem pode dificultar as coisas é o Congresso, em que todas as medidas que o governo Bolsonaro vai tomar terão de ser aprovadas. E no Congresso eles são experts em criar dificuldades para vender facilidades.

 

OBRAS COM BURACOS - As reclamações são diárias: toda hora que a concessionária BRK atua em Limeira para trocar de encanamentos e outros serviços correlatos, obviamente abre buracos na terra e na camada asfáltica das ruas onde têm que agir.

 

NORMAL, MAS...- Até aí, tudo normal. As redes de água e esgoto, em muitos locais da cidade, são antigas e apresentam problemas.

 

CHIADEIRA - O motivo da insatisfação dos munícipes é outro: está muitas vezes demorando para tapar esses buracos. E também em muitas situações a camada asfáltica colocada é de má qualidade, segundo reclamações que recebemos quase  diariamente.


Busca




Assine a Gazeta e
comece a pagar só daqui 30 Dias

Se você não é assinante, mas quer assinar a Gazeta e pagar somente daqui 30 dias: digite seu Nome e Telefone








Acompanhe




Capa do Dia

Download da Capa do Dia


Colunas


Ponto
Um

Dr Roberto
Lucato


Prisma
Rafael
Sereno


Telescópio
Gil
Vieira


Enfoque
José
Encinas


Percepções
Renata
Reis


Dois
Toques

Denis
Suidedos


Bate
Pronto

Ricardo
Galzerano

Em
Questão

Nani
Camargo


Panorama
Osvaldo
Davoli


Cine
Art

José Farid
Zaine


Web Classificados


Outras Manchetes




Tráfico repõem "vendedores", mas PM insistirá nas prisões, diz major


10/12/2018

Estoril conquista o Amadorzão 2018


Droga, desemprego e brigas levam às ruas


06/12/2018

Limeira terá Código de Defesa dos Animais


Alteração de lei deve impedir 'buraqueira' em novos bairros