Percepções 
Gazeta de Limeira

Percepções 

25/09/2018 - Colunas

Colunas


ESTRATÉGICO

O prefeito Mario Botion preferiu calar-se diante dos últimos acontecimentos envolvendo as invasões nas áreas do Horto Florestal de Limeira. Se a estratégia é boa ou ruim, só ele vai sentir depois com as repercussões. Depois que entrou na história o ex-chefe de gabinete da administração de Paulo Hadich, o advogado Marco Aurélio Magalhães Faria Júnior, que atua pelo governo do Estado na CDHU, Botion não falou mais.

 

QUEM DISSE

QUE SERIA FÁCIL?

Não querer entrar em embate político diante de uma situação tão complicada realmente deve ser refletido, mas, por outro lado, quem ocupa o cargo de prefeito, tem que enfrentar dessas. E Botion é muito criticado por falta de projeto de moradia popular. Pelo jeito, não adiantou muito dizer publicamente que fará parte de cooperativa habitacional.

 

DEPOIS

DAS ELEIÇÕES

Há quem afirme que eventual reintegração de posse, se for o caso, só ocorrerá após as eleições, em duas semanas. Ontem, o Estado informou à Gazeta que as famílias estão desocupando gradativamente a área do Horto após o cadastramento. As desconfianças também recaem sobre a desocupação total, pois haveria, no alto escalão do governo estadual, quem estivesse preocupado com a imagem do candidato, caso a ação de retirada das famílias, com uso de força policial, “não pegasse muito bem”.

 

HORÁRIO

DO COMÉRCIO

A divulgação de que a Câmara incluiu na pauta de votação de ontem projeto de ampliação do horário do comércio encheu o plenário. Não é para menos; é um assunto que mexe com a vida de muitos trabalhadores e comerciantes. Há tanto interesse que o projeto, de autoria do vereador Wagner Barbosa, tramita desde o ano passado, e os pedidos das entidades de classe foram acolhidos.

 

MENOS POSTOS

Estamos falando de um setor que, no acumulado do ano, perdeu 244 postos de trabalho em Limeira. O comércio é o setor que mais teve queda. Os dados são do Caged. Se o horário for ampliado, respeitando todas as regras (não poderia ser diferente, tanto que o assunto é discutido desde o ano passado), aquecer a economia e gerar mais empregos na cidade, pode ser muito bom.

 

MAIS ESFORÇO

Todo mundo já ouviu falar que Limeira é a capital da joia folheada, mas, quem está de fora, não consegue ver muito esforço para que o título seja, de fato, uma característica da cidade. Já que estamos falando de horário, talvez um diferenciado aos estabelecimentos desse ramo poderia ser um atrativo a mais. As entidades envolvidas poderiam olhar mais para esse comércio, que faz Limeira ser uma referência tão importante.


Busca




Assine a Gazeta e
comece a pagar só daqui 30 Dias

Se você não é assinante, mas quer assinar a Gazeta e pagar somente daqui 30 dias: digite seu Nome e Telefone








Acompanhe




Capa do Dia

Download da Capa do Dia


Colunas


Ponto
Um

Dr Roberto
Lucato


Prisma
Rafael
Sereno


Telescópio
Gil
Vieira


Enfoque
José
Encinas


Percepções
Renata
Reis


Dois
Toques

Denis
Suidedos


Bate
Pronto

Ricardo
Galzerano

Em
Questão

Nani
Camargo


Panorama
Osvaldo
Davoli


Cine
Art

José Farid
Zaine


Web Classificados


Outras Manchetes




Tráfico repõem "vendedores", mas PM insistirá nas prisões, diz major


10/12/2018

Estoril conquista o Amadorzão 2018


Droga, desemprego e brigas levam às ruas


06/12/2018

Limeira terá Código de Defesa dos Animais


Alteração de lei deve impedir 'buraqueira' em novos bairros